Um ano de blog: retrospectiva dos meus principais textos

Completamos um ano de blog, conforme anunciei no texto anterior. Durante este período, eu, Adriano, publiquei 99 artigos (chego ao centésimo com este, de fato)! Agora, neste texto, farei uma retrospectiva do que de mais importante foi publicado neste primeiro ano de existência, seguindo a ordem cronológica de publicação. Logo em seguida, nosso outro colunista, Lucas Passos, fará o mesmo com os textos dele.

OUTUBRO/2011: O blog nasceu em 09 de outubro de 2011 e, logo na sua primeira semana, contou com o artigo Avaliação escolar e trajetória dos alunos, que até hoje é bastante acessado, sendo o 3º texto com mais acessos entre todas as publicações do blog. Neste artigo, eu descrevo uma pesquisa desenvolvida por Marília Carvalho, minha orientadora de mestrado, sobre o efeito dos critérios subjetivos de avaliação escolar, influenciados por preconceitos dos docentes, sobre a escolarização de meninos e meninas, negros/as e brancos/as.

NOVEMBRO/2011: Neste mês, nenhum artigo de minha autoria chegou a despontar. Mas destacaria, para efeito de retrospectiva, um texto que analisa a meritocracia, tecendo críticas à abordagem que reduz tudo ao mérito, colocando-o como sinônimo de justiça. Baseado no sociólogo François Dubet, reforço no texto Meritocracia: críticas e dificuldades que não é bem assim.

DEZEMBRO/2011: Final do ano e, novamente, não emplaco nenhum artigo de grande relevância, com exceção de um texto introdutório ao interessante fenômeno de feminização do magistério: a progressiva entrada das mulheres no sistema educacional, especialmente como docentes, acompanhada da associação entre práticas escolas e o exercício da feminilidade. Confira em A feminização do magistério: considerações iniciais.

JANEIRO/2012: Inaugurando o ano, o mês de janeiro traz alguns textos marcantes. Foi publicada uma série de cinco textos sobre o ensino fundamental de nove anos e um artigo discutindo a relação entre afazeres domésticos e a defasagem escolar de meninas. Mas o destaque mesmo foi para um texto polêmico – que causou discussão entre coletivos e militantes feministas – contendo uma crítica à corrente do feminismo liberal. Leia em Além do feminismo liberal: é tempo de superar o discurso da igualdade.

FEVEREIRO/2012: Foi neste mês que o blog teve um pico de acessos em decorrência de um texto que por muito tempo ostentou o primeiro lugar entre os mais acessados, mas que já foi superado. Era uma denúncia contra o projeto, a ser implantado na Universidade de São Paulo (USP), de cobrar tarifa dos ônibus circulares, até então gratuitos. Esse texto rodou na internet, foi compartilhado várias vezes, recebeu comentários e fez com que o Ensaios de Gênero alcançasse o recorde de 976 visitações em um só dia.

MARÇO/2012: Já em março, não houve nenhum destaque entre os textos publicados por mim. Para não passar batido, indico aqui o artigo Homens, executivos e empreendedores: tradição ou modernidade? que faz uma discussão sobre a questão de gênero no mundo corporativo.

ABRIL/2012: Pelo contrário, o mês de abril inaugurou a mais bem sucedida série de textos da minha autoria. Com o artigo O conceito de gênero por seis autores feministas, abro uma discussão teórica que repercute bastante, até hoje. Além desse texto, tem sido bastante acessado um post escrito sobre as masculinidades, a pedidos de um leitor.

MAIO/2012: Aqui, eu não poderia indicar outro texto senão a discussão sobre o conceito de gênero por Judith Butler, pertencente à série de textos que citei acima. Foi o texto com maior quantidade de compartilhamentos no Facebook: segundo os indicadores do site, 487 compartilhamentos. Com números a cada dia atualizados, o texto atualmente bate mais de 1.800 acessos, sendo a publicação mais acessada. Creio que vale a pena conferir, não?

JUNHO/2012: Final de semestre na faculdade e os autores dão uma pisada no freio. O número de visitantes também. Apesar disso, dois textos ganham algum destaque, com número de acesso quase empatados: um sobre a erotização do corpo da mulher, representada em figuras sensuais (e exóticas) como as índias e as mulatas, outro sobre as representações do masculino e feminino entre os bichos de desenho animado.

JULHO/2012: Férias, um período de baixa inspiração e visitas, se não fosse as Olimpíadas de Londres, que me inspiraram a escrever uma análise sobre a participação das mulheres nos jogos olímpicos. Para o pouco tempo em que o texto foi publicado, até que ele alcançou uma visitação considerável.

AGOSTO/2012: Neste mês, nenhum texto se destacou a ponto de ganhar um lugar na história (recente) do blog. Mas, só para não pararmos por aqui, redivulgo a discussão presente em As políticas neoliberais em educação: um panorama geral, pela importância do debate que é empreendido.

SETEMBRO/2012: No mês com menor número de publicação, e logo antes de completarmos um ano de vida, não é esperado que nenhum texto figure entre os mais importantes. No entanto, finalizando uma discussão de cinco textos sobre as desigualdades de gênero e cor/raça na Educação Básica do Brasil, que teve alguma repercussão no Facebook, divulgo o este texto (clique aqui).

Assim, fecho o ciclo do primeiro ano do blog, e as minhas principais contribuições para os 168 textos por nós publicados. Só posso agradecer aos comentários e críticas que recebi (ainda foram poucos e estou aguardando mais pela frente, quem sabe!) e a todas/os que colaboraram com o blog, que repassaram os textos, curtiram, compartilharam. Agradeço também à companhia do Lucas e do Matheus na execução desse projeto.

E que continuemos ensaiando gênero!

Ensaie um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: